Rua Urbano da Rocha, 255 - Jardim Nilópolis - Campinas/SP - CEP 13088-826

Verificação diária da operação

O operador devidamente treinado e familiarizado com o equipamento, tem condições de interpretar informações fornecidas pelo mesmo, através de leitura do painel, manuais e sinais visíveis de desgaste. É importante que seja feita verificação a cada turno, sobre esses sinais.


Checklist

Empilhadeiras Classe 1

No manual do fabricante do equipamento existem modelos de checklist que podem ser seguindos, mas é importante que o operador tenha este à mão, para que possa levar a prática de checagem como rotina prévia de operação. Isso poderá antecipar quebras e até eventuais acidentes no turno de trabalho. O operador com dúvidas, deve pedir auxílio à supervisão que poderá acionar a empresa prestadora de serviços de mabutenção ou locação, para esclarecimento de dúvidas da operação. O operador não deve assumir a responsabilidade de operar um equipamento com defeito.


Modelos

Empilhadeiras Classe 2

Em certas situações, por razões diferentes, a operação não tem fácil acesso ao checklist, ficando sem um norte para as verificações diárias que devem ser feitas no equipamento. Alguns por, iniciativa, implantam o documento tendo por referência equipamentos de configurações diferentes aos seus. Por exemplo, a empresa tem um equipamento retrátil e utiliza um checklist de máquinas à combustão, ou vice-versa. Por este motivo, elaboramos alguns modelos que referenciam tipos de equipamentos. Mas importante citar que se trata de uma referencia que melhora a assertividade, mas o ideal é seguir as informações do manual do fabricante. Estão prontos para uso, basta baixar e imprimir.


Para que serve uma niveladora de docas.

A Niveladora de docas é uma "rampa" que faz a ligação entre a doca e o veículo de transporte de cargas. Com ela é possível agilizar expressivamente o carregamento ou descarregamento em áreas de expedição ou recebimentos de cargas. Sem uma niveladora, a operação enfrenta dificuldades geradas por degraus provenientes das diferença entre docas e veículos. É comum operações que utilizam chapas de aço como ponte, mas isso além de oferecer grande risco de acidentes às mãos e as costas dos funcionários do setor, oferece ainda o risco de estarem soltas durante o processo de abordagem da transpaleteira com a carga, podento portanto, cair da doca.


Tipos de Niveladoras

Uma ponte entre a doca e o caminhão.

Niveladoras podem ser Avançadas ou Embutidas, de acionamento eletrohidráulico (por botoeira e motor-bomba), hidráulico (acionados por uma alavanca com gatilho) ou manual (de contra peso ou sistema de molas). Também podem ser móveis para operações positivas (quando o caminhão é mais alto que a doca) ou então que nivelam desde o solo até a altura de um caminhão com container.


Niveladoras Embutidas

Niveladora Embutida

São equipamentos instalados em fossos que ficam, no geral, para dentro das portas da área de expedição/recebimento de mercadorias. Apresentam um melhor acabamento pois ficam embutidas fazendo parte do piso do setor. No processo de nivelamento tem a vantagem de não expor o equipamento de movimentação a uma área externa e alturas menores entre suas laterais e o piso. Em termos de segurança patrimonial, são melhores vistas pois ficam para dentro do galpão. Outra grande vantagem, é que a niveladora não ocupa espaço de manobra do caminhão, pois fica para dentro do galpão.

O fato de elas precisarem de fosso, quando a doca ja esta pronta, é encarado como desvantagem pois, é necessário obra civil na área de operação, para poder instalar no local.


Niveladoras Avançadas

Niveladora Avançada

São equipamentos instalados na borda da doca, não necessitando com isso obra civil pois são fixadas através de Chumbadores. Caso esta doca não tenha vigas para sustentar a régua de fixação e o suporte dos acionadores, faz-se necessária obra civil para colocação de vigas que sustentem a niveladora. Apresentam a vantagem de rápida operação e de preços mais competitivos pois não se faz necessário nichos para suportá-la. É mais difícil de ser atingida pelo caminhão durante manobras pois o mesmo fica mais longe da doca.

No processo de nivelamento tem a desvantagem de expor o equipamento de movimentação a uma área externa e alturas maiores entre suas laterais e o piso, além de ocupar área de pátio, que seria para manobra de caminhões.


Niveladoras e Docas Móveis

Niveladora Avançada

Equipamentos que não necessitam instalação, podendo ser deslocados para uso em diversas docas, onde o caminhão é mais alto que esta (no caso de niveladoras móveis) ou então utilizados onde não há docas, pois elevam desde o solo até a altura de um container e desta forma, em alguns casos dispença o uso de empilhadeiras para carga ou descarga (no caso de Docas móveis). São equipamentos prontos para uso, muito versáteis e de grande utilidade, mesmo para quem ja tem niveladoras mas não em toda a extenção da doca. Ou então para a operação que tem apenas uma niveladora, criando gargalos no processo de carga e descarga. A niveladora móvel tem sistema de trava de docas e pode ser manuseada por apenas um operador. Ambos equipamentos podem ser são para uso com transpaleteira manual, mas há no mercado niveladoras móveos mais pesadas, para passegam com empilhadeiras, mas menos versáteis pois necessitam de empilhadeiras para locomoção.

Todos os direitos reservados Empicamp @2006